Arquivo | Guimarães e Ponte de Lima RSS feed for this section

Guimarães e Ponte de Lima

11 dez

Guimarães é uma cidade histórica, do século 9, considerada como o local onde Portugal nasceu enquanto nação. A parte histórica está tão bem conservada, que foi declarada patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO. E esse ano Guimarães  é a Capital Européia da Cultura, evento organizado há 25 anos pela União Europeia com o objetivo de promover e divulgar a diversidade cultural do continente.

Guimarães

Chegamos tarde a Guimarães, já estava escuro, e acabou que não conseguimos visitar o castelo da cidade, do século 10, e nem ver a cidade com a luz do dia.  O que nos restou foi passear pela cidadezinha, ver os prédios antigos, as pracinhas e tagarelar. Mas ficou aquela sensação de que foi pouco tempo. Mas, claro, deu tempo sim para  tomar um cafezinho com docinhos portugueses deliciosos e levar um pão de ló fresquinho para casa para comer com queijinho da serra. Hummm.

Guimarães

Ponte de Lima é a vila mais antiga de Portugal, havendo registros de presença humana na área desde os tempos pré-históricos. É bem pequenina e também muito bem conservada. É banhada pelo rio Lima, que deu nome à vila, que tem ares medievais. A ponte original foi construída pelos romanos, no século 1. Ponte de Lima foi e ainda é passagem de peregrinos rumo a Santiago de Compostela.

Ponte de Lima

Ponte de Lima

"O amor e o tempo"

“O amor e o tempo”

Não posso terminar o post sem comentar o nosso almoço. Por acaso, naquela correria de achar um lugar antes das 15h, paramos na Casa do Provedor. Gente, foi uma das melhores comidas que comi em Portugal! O restaurante é gerenciado por uma moça novinha e seu namorado, simpaticíssimos, e a comida muito bem servida e, o melhor, barata. A meia porção dá para dois! Eles não tem site ainda, mas uma página no facebook com os detalhes.

Bacalhau na Broa - detalhe: isso é a meia porção!

Bacalhau na Broa – detalhe: isso é a meia porção!

O dia da visita a Ponte de Lima era o nosso último dia em Portugal e o grupo estava já nostálgico e um tanto quanto bobo. E a nossa trilha sonora do dia foi marcada pela música “Uma casa portuguesa”, de Amália Rodrigues, com direito a cantorias e performances dançantes, tudo devidamente registrado para um futuro…;)

Para variar, mais bacalhau!

Para variar, bacalhau com batatas ao murro!  Ah Evinha, mamy linda, nesse lugar…=)

Como disse no post anterior, a nossa base era o Porto. De lá, é bem fácil de carro chegar nessas cidades ao redor, demorando em torno de 1 hora ou menos para acessá-las.

Anúncios