Viajando grávida

4 jul

Fiz 4 viagens durante a gravidez – no primeiro, segundo e terceiro trimestre – e posso afirmar que o segundo trimestre (4, 5, 6 meses) é  de longe o melhor para viajar.

Quando estava com 1 mês de gravidez, fomos à Escócia passar 13 dias na casa de amigos queridos. Como era época de Natal e Ano Novo, os preços do trem estavam exorbitantes e decidimos ir de ônibus até lá. Eles moram no caminho para as Highlands e a viagem tem duração de 11 horas. O ônibus era bem desconfortável, não fazia uma inclinação sequer. A ida, sem enjoos, foi tranquila, já a volta, com enjoos, foi mais chatinha.

Os enjoos começaram assim que cheguei lá e pouco aproveitei turisticamente. O risco de uma viagem no primeiro trimestre é esse, é nesse período que os enjoos e o cansaço aparecem e pode ser um risco investir numa viagem. No meu caso, estava entre amigos, num clima bem tranquilo e o objetivo maior era estar junto e não turistar freneticamente, mas podia ser diferente. Porém, isso varia de mulher para mulher, pois conheço pessoas que não enjoaram e se sentiram perfeitamente normais nos primeiros 3 meses de gravidez.

dundee

Dundee-Escócia

O segundo trimestre é maravilhoso. Num piscar de olhos os enjoos passam, o cansaço também, a barriga ainda não está pesada e a vida parece voltar ao normal! Nesse período, fui ao Brasil e à Espanha e foi muuuuito tranquilo, disposição total para turistar o dia inteiro, sem problemas.

IMG_0458

Montserrat -Espanha/ 6 meses

A viagem do Brasil foi a única de longa duração e, portanto, tive que ter mais cuidado com o voo.  É importante consultar o seu médico, para saber a sua condição. No meu caso, fui recomendada a usar aquelas meias de compressão (aqui, vende na Boots e são chamadas de flight socks), a caminhar de meia em meia hora e a beber bastante líquidos. Mas há outras recomendações, dependendo da sua condição médica.

Brasil/ 4 meses

No início do sétimo mês, último trimestre, fiz a minha última viagem grávida, para a Holanda. O voo foi tranquilo, 50 minutos e não tive muitas recomendações. Mas já estava mais cansada, pois nesse trimestre a barriga começa a fazer diferença e a gente começa a ficar mais lenta. Entretanto, deu para aproveitar bem ainda, mas num ritmo mais lento.

Holanda/ 7 meses

É importante lembrar que viajar grávida exige alguns cuidados:

– Primeiro, é importante sempre ver a sua condição médica e avaliar o que é possível para você naquele momento, principalmente quando se trata de viagens longas e internacionais; para viajar e se estressar, melhor nem ir.

– Não esquecer de fazer o seguro saúde, pois “seguro, morreu de velho”, e acaba que ficamos mais vulneráveis e também somos responsáveis por um outro ser;

– Ver quais são as condições da companhia aérea, pois elas tem o direito de recusar grávida de viajar, depois de certo período. Por exemplo, na viagem que eu fiz no último trimestre, me pediram se eu tinha autorização do médico (GP, midwife, etc) para viajar e eu, felizmente, tinha. A Ryanair tem uma autorização própria, que eles pedem para ser assinada pelo médico/midwife se você for viajar a partir da 28ª semana. A easyjet já permite viajar até a 35ª semana (32, se for gêmeos), sem autorização específica. De qualquer forma, se for viajar no último trimestre, é bom carregar alguma autorização, para evitar dor de cabeça no embarque.

– Acho que a mala é um ponto a ser revisto. Eu viajo aqui na Europa em companhia de baixo custo, o que significa que você não tem direito a despachar mala e pode levar somente um volume com você no avião (tamanho de uma mala de mão). Eu, particularmente, adoro levar poucas coisas, seja numa viagem de 3 dias ou de 1 semana, e às vezes divido essa mala de mão com o marido, para a gente ficar mais livre de peso. Para fazer viagens baratas, a gente usa muito transporte público e às vezes chegamos numa cidade e já vamos turistar, pela falta de tempo ou porque a estadia ainda não está liberada. E nada melhor do que ficar livre! Durante a gravidez, mantivemos o nosso padrão viagem de baixo custo e continuamos só usando transporte público para nos locomover. Se você não consegue fazer uma mala pequena e, mesmo que ande de carro e táxi, lembre que não poderá carregar muito peso e o seu parceiro terá que fazer isso por você ou dependerá de ajuda de terceiros, se tiver viajando sozinha…no Brasil, acho até mais fácil conseguir ajuda, mas aqui, pelo menos na Inglaterra, não há filas especiais para grávidas e, no geral, você é tratada como um ser normal…então, por via das dúvidas, é a hora de ser o máximo econômica!!!

– Faça tudo com calma, com o dobro de tempo, para não se cansar e guardar energias para o que realmente vale à pena! Ficar correndo com mala, grávida, para pegar o avião/trem/ônibus é um estresse desnecessário.

De resto, é relaxar e curtir!

Anúncios

9 Respostas to “Viajando grávida”

  1. pablocabana julho 4, 2013 às 5:30 pm #

    Tá linda demais Rhani! Fiquei impressionado com a sua disposição pra andar com a gente pelas ruas de Londres e ainda ir no festival. O Tom deve estar adorando crescer dentro do seu barrigão! 🙂

  2. Celso julho 4, 2013 às 9:01 pm #

    Em outras palavras, sem barriga ou com barriga, viajar é sempre bom! Palavra de piloto. Beijos…

  3. Maria de Fátima Acioli de Lanteuil julho 5, 2013 às 1:47 am #

    Essa é a grávida mais bem disposta que conheço. O Tom deve estar mesmo adorando crescer nessa barriguinha tão linda!

  4. Izaura julho 5, 2013 às 1:58 pm #

    Apenas uma informação adicional que não ficou claro no texto da Rhani, nas companhias de baixo custo Ryanair e EasyJet, além da bagagem de mão vc pode SIM despachar mala, basta pagar. A bagagem de mão na Ryanair pode ter até 10 kilos na Easy Jet o peso é livre o que torna essa opção mais vantajosa, em ambas o volume é o mesmo. ATENÇÂO bolsa,máquina fotográfica,laptop tudo tem que caber nessa mala de mão.
    bjs

  5. desconstruindorhani setembro 5, 2013 às 8:50 am #

    Olá Leomax. Parabéns pelo bebê, muita saúde para vocês.

    Vou falar mais sobre Londres, pois é onde moro e conheço mais os locais de compras.

    Acho que vocês podem ir na Primark. Essa loja é bem barata e tem uma parte dedicada a bebês. Tudo muito barato e excelente para comprar o basicão. Vocês poderão comprar, por exemplo, 7 bodies por 7 libras! Há duas dessa loja na Oxford Street. Elas ficam muito cheias, pois ficam na principal rua de comércio de Londres e atraem tanto turistas como moradores. Então tentem chegar quando a loja abre, pois depois ficará tudo muito mexido.

    Primark Oxford Street: 499-517 Oxford Street
    Primark Tottenham Court Road: 14-28 Oxford Street & 3 Tottenham Court Road

    Na Oxford Street, quase em frente a uma das Primarks, há a Mothercare (mothercare.com). Essa loja é especializada em bebês e vocês podem encontrar coisas lá também num preço bom.

    Mothercare Oxford Street: 526-528 Oxford Street W1C 1LW

    Olhe também a baby Gap, sempre há promoções e o preço é bom também. São roupas melhores, então acho que vocês podem comprar lá as roupinhas mais arrumadinhas.

    Olhe também a H&M, a Boots, a Mark & Spencer e a Zara baby. Essas lojas vocês encontram em toda parte de Londres, e com certeza estão também na Oxford Street e Regent’s Street.

    Coisas maiores eu comprei na amazon.co.uk. Eles tem um preço imbatível. Acho que vocês podem encomendar algumas coisas e pedir para entregar no hotel de vocês.

    Para comprar coisas grandes, olhe a loja Babies R us (http://www.toysrus.co.uk/index.jsf). Ela não fica em Londres, mas em Woking. Ela é enorme, estilo supermercadão e vende de tudo. É fácil de chegar de trem a partir de Waterloo. Por volta de 20 minutos.

    Bem, espero ter ajudado. Boa viagem para vocês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: