Arquivo | fevereiro, 2013

Stratford-upon-Avon: terra de William Shakespeare

16 fev

Stratford-upon-Avon é a cidade do interior inglês onde William Shakespeare nasceu e morreu. Ela fica às margens do rio Avon e tem como estilo arquitetônico predominante o Tudor, diferente do estilo Vitoriano, mais comum em Londres. A cidade é uma gracinha e começou a ser ponto turístico forte na Inglaterra após a morte de Shakespeare, em 1616.

DSC09896

Começamos o nosso tour pela casa onde Shakespeare nasceu, em 1564. A casa está muito bem conservada e a cada cômodo, uma parte da história do Shakespeare é revelada, sobre a sua educação, família, hábitos da época e pessoas ilustres que visitaram a casa, como o Charles Dickens e outros escritores famosos. Uma curiosidade é uma cama, que ficava bem na janela, dando para a rua e que, provavelmente, não era usada. Cama, naquela época, era status e por isso essa exposição pública, embora a família de Shakespeare não fosse rica.

A casa que Shakespeare nasceu!

A casa que Shakespeare nasceu!

Nessa casa, descobri ainda que Shakespeare teve gêmeos. Aos 11 anos, o menino, chamado Hamnet faleceu, e há algumas teorias que relacionam a morte desse filho com a peça Hamlet e A décima segunda noite, na qual narra a história de uma menina que acreditava que seu irmão gêmeo está morto, mas tem uma surpresa no final. No fim desse tour, ainda pegamos algumas encenações das obras do Shakespeare no jardim da casa; era só pedir que as mocinhas interpretavam um trecho de uma obra do Shakespeare na hora.

DSC09939

No jardim...

No jardim…

O próximo ponto que visitamos foi a Nash’s House e New Place. A Nash’s house era a casa do marido da neta do Shakespeare, onde abriga atualmente um museu sobre a história local. Por ela, acessamos a casa onde o Shakespeare morava quando não estava em Londres e onde morreu. Na verdade, a casa foi demolida e o que restou foi um jardim. O curioso é a história dessa demolição. O proprietário que comprou a casa do Shakespeare – irritado com a quantidade de turistas que batiam em sua porta atrás de um pouco da história do escritor – resolveu cortar uma árvore que teria sido plantada por Shakespeare. A população local, revoltada, apedrejou a casa. Além disso, foi negado ao proprietário uma extensão do jardim e ainda teve a sua taxação aumentada. Em retaliação, ele resolveu demolir a casa do Shakespeare. Bem, a casa foi demolida, mas a curiosidade sobre a vida do escritor tá longe de ter um fim…

DSC09956

Depois dessa visita fomos ver o Hall’s Croft, casa onde a filha de Shakespeare morou. Ela era casada com um médico e a casa era considerada bem luxuosa para a época. Nos jardins, há as ervas que o doutor Hall usava para fazer seus remédios.

DSC09952

Visitamos também o túmulo do Shakespeare, na Trinity Church. Bem, pagamos 2 libras para ver o tal túmulo e confesso que não achei nada demais. Sim, claro, túmulo sempre é um túmulo, mas como tive que pagar, achei que haveria algo mais, alguma informação histórica, alguma curiosidade, mas não. É só ver o túmulo dele mesmo, o que não me interessou muito, até porque acho invasivo demais.

DSC09971

Depois margeamos o rio Avon à procura de um lugar para comer, e nos deparamos com uma paresentação de teatro gratuita, num gramado. Estavam apresentando “Sonhos de uma Noite de Verão” e ficamos lá sentados um pouquinho.

DSC09988

Bem, tentamos ir também no chalé da Anne Hathaway, esposa de Shakespeare, mais velha 7 anos e com quem casou já grávida de 3 meses e com quem teve 3 filhos. O chalé fica um pouco mais afastado do centro e  é uma lindeza. Mas, ao invés de pegármos um ônibus, decidimos ir a pé, por meio de um pasto, quando caiu um toró daqueles e ficamos enlameados da cabeça aos pés. Quando chegamos lá, o local havia acabado de fechar. Faltou planejamento, mas faz parte da turistação esses descaminhos…

Chalé da Anne hathaway por fora!

Chalé da Anne hathaway por fora!

São 5 atrações que fazem parte do tour do Shakespeare. Você pode pagá-las individualmente, ou fazer uns pacotes. Individualmente sai muito caro. Para ter noção, para visitar duas atrações, já sai o preço para visitar as 5. Pagamos então as 5 atrações, embora tenhamos visitado só três delas. Todas as informações aqui.

DSC09905

Em Stratford-upon-Avon, também fica o Teatro Real de Shakespeare, aberto em 1986, onde peças dos Shakespeare são encenadas, além de abrigar exposições, como de figurinos e cenários. Não nos programamos para entrar, mas pode ser uma boa assistir uma peça nesse local!

Rio Avon

Fomos para Stratford de trem. Demora mais ou menos 2 horas e os trens saem da estação Marylebone. Trem é bem caro aqui no Reino Unido, às vezes fica mais caro viajar para uma cidade ao lado do que viajar para outro país. Se você estiver em grupo, pode usar a promoção groupsave, na qual com 2 tickets, 4 viajam no horário fora de pico. Bem, olhei as tarifas, os preços variam de 15 libras a 80 libras, então é bom pesquisar antes de chegar na estação. Há opção de viajar de ônibus, custa 15 libras e tem duração de 3h30. Olhe aqui.

Anúncios

Castelo de Windsor

3 fev

Como estou sumidaça do blog, fiquei meio sem saber como retornar a postar por aqui. Então, resolvi publicar os posts que fiz há um tempão atrás, mas não terminei, para ver se, quem sabe, entro no ritmo de novo. 😉
DSC01000

Quando meus pais vieram me visitar em 2011, foi a primeira vez deles fora do Brasil, do Estado, dentro do avião. Estava muito ansiosa para eles chegarem e mostrar para eles um pouquinho de uma outra realidade e cultura. Fiquei bem livre nessa época para turistar bastante e fazer com que a temporada deles aqui fosse a melhor possível para eles se animarem a retornar sempre…=)DSC01001

DSC01004

E eles queriam muito ver um castelo, como de filme. E Buckingham, residência oficial da rainha em Londres e local de trabalho dela, não é exatamente um castelo, mas sim um palácio, até bem “simples” por fora.DSC01009

Então decidi ir à cidade de Windsor, visitar o castelo, onde é a residência oficial da rainha fora de Londres. O castelo de Windsor é a residência real mais antiga habitada, sendo residência para reis e rainhas britânicos por mais de 1000 anos! Abriga algumas cerimônias oficiais e também recebe alguns convidados especiais, inclusive para pernoitar.DSC01010

Uma parte do castelo pode ser visitada, como a capela de São Jorge, o salão de jantar e a maravilhosa casa de bonecas da Rainha Maria. A mais antiga ordem de cavalaria do mundo – a ordem da Jarreteira- composta pela Rainha, o Príncipe Charles e mais 24 cavaleiros também presta serviço em Windsor.

DSC01020

Os meus pais adoraram o passeio. Mamãe falou quando entrou num dos suntuosos salões: “Não sabia que havia tanta riqueza no mundo!”. Pois é , mamy, pena que não é para todos!

DSC01024

DSC01023

A cidade de Windsor é bem pequenina e charmosa, surgiu para atender as demandas do castelo. Almoçamos no centrinho e depois caminhamos pelo Tâmisa para aproveitar o solzinho.

DSC01033

DSC01038

Para chegar de Londres é super fácil, demora menos de 1 hora e há trens saindo da estação de Paddington. Se você estiver com um grupo de 3 ou 4 pessoas, você paga o preço de 2 adultos no trem, se viajar fora do horário de pico. Peguei esse desconto! Olhem esse site: http://www.daysoutguide.co.uk/group-save

DSC01046

Custa 18 libras para entrar no castelo de Windsor, mas há desconto para maiores de 60 e crianças. Para mais informações sobre preços e horário de funcionamento, olhe aqui: http://www.royalcollection.org.uk/visit/windsorcastle/plan-your-visit

DSC01051