Maiorca

7 set

Maiorca, juntamente com Formentera, Menorca e Ibiza, formam as Ilhas Baleares, pertencentes à Espanha. Ela se localiza no mar mediterrâneo e é a maior e mais diversa dessas ilhas. A sua capital, Palma, é também a capital da comunidade autônoma das Ilhas Baleares (são 17 comunidades autônomas na Espanha).

Catedral de Palma

As ilhas baleares, por se encontrarem numa encruzilhada do Mediterrâneo, entre diferentes civilizações, foram ocupadas ao longo dos anos por romanos, gregos, turcos, mouros e espanhóis – estes últimos se firmando a partir do século 13, quando o catalão começa a ser falado.

Centro histórico de Palma

Além da riqueza cultural – Palma desde os Mouros já era uma cidade próspera, sinais que podem ser vistos até hoje nas luxuosas igrejas, grandes edifícios públicos e muitas mansões particulares-, Maiorca é bem diversa na paisagem, combinando praia com montanha, já que abriga a grande Serra da Tramutana.

Como o objetivo da viagem era curtir praia exclusivamente, deixamos de lado a parte cultural da ilha. Maiorca é enorme e em 3 dias não conseguimos conhecê-la apropriadamente, pois também queríamos ficar na praia e não somente ficar rodando de carro para fotografar. Uma pena mesmo, pois tem muita coisa legal para conhecer lá.

Mas acho que conseguimos ver bastante coisa pelo tempo que tínhamos. Exploramos a região Sul, Sudeste e Noroeste da Ilha, além de passar num vilarejo da Serra da Tramutana e a capital Palma.

O Parque Nacional Mondragó vale muito a pena, pois indo para lá você tem acesso a várias Calas (enseada) de areia branca e mar azul turquesa. Essas pequenas baías são uma delícia, pois o mar é paradinho e de temperatura agradável nessa época do ano.

Além de Mondrago, fomos a Cala Satanyi, outra praia no mesmo esquema das descritas acima, e Es Trenc, tudo nessa área Sul/Sudeste. Es Trenc já é uma praia extensa, de areia branca também, mar claríssimo, salinas e restinga.

Es Trenc

Para matar dois coelhos com uma cajadada só, fomos para a região Noroeste da ilha pela Serra da Tramutana. Valeu muito a pena, a paisagem é linda, pois você passa por vários vilarejos encrustados na pedra. Paramos em Valdemossa, que é um charme, cheia de lojinhas, restaurantes e cidade (micro) onde Chopin morou e compôs algumas de suas obras.

Valdemossa

Nessa área, fomos a Cala Deia. O acesso é difícil, a estrada estreita, mas a praia é bem bonita. O problema é que é de pedra, então rola aquele desconforto para se sentar na “areia”. Depois seguimos até Port de Soller, uma vila de pescadores. Queríamos ir até Sa Calobra e chegar ao desfiladeiro Torrent de Pareis, que parecia ser lindo pelas fotos que vimos, mas não deu. Bom que fica uma desculpa para voltar algum dia…;)

Antes que me esqueça, o centro histórico de Palma é muito bonito, cheio de bares e restaurantes e com uma catedral gótica de encher os olhos. Diz a lenda que Jaime I de Aragão pegou uma terrível tempestade a caminho da conquista de Maiorca em 1229 e, na ocasião, jurou que construiria uma igreja, caso Deus o poupasse. E assim o fez! Uma parte dela, inclusive, foi restaurada pelo arquiteto catalão Gualdí.

Catedral de Palma

Alugamos um carro, o que foi fundamental para acessármos as praias boas. As praias próximas a Palma são urbanas e não tem os atrativos das mais afastadas. As estradas da ilha são excelentes e eles têm um ótimo esquema de estacionamento. E a comida é maravilhosa, fresca e gostosíssima…

Como se come bem nessa terra!!!

Usamos o site http://www.expedia.co.uk/ para essa viagem e fizemos um pacote de avião, hotel e aluguel de carro, saindo, nesse caso, mais em conta do que agendar separadamente.

Mapa com os lugares pelos quais passamos:

Anúncios

5 Respostas to “Maiorca”

  1. Lilian setembro 7, 2011 às 10:11 pm #

    Rhani,

    estou adorando ler seus artigos.
    Quando foi mesmo que vocês estiveram lá?
    bjs

    Lilian

    • desconstruindorhani setembro 8, 2011 às 7:13 am #

      Que bom, Lilian! Estivemos lá no último fim de semana de agosto, há 2 semanas atrás….beijão

  2. Rafa setembro 8, 2011 às 8:56 pm #

    A cor do mar lembra Fernando de Noronha,né?
    Por falar nisso, aquela aviagem foi maravilhosa! Como vc faz falta na minha vida!
    Lindíssima a Ilha!
    bjos,

    Rafa

    • desconstruindorhani setembro 9, 2011 às 7:10 am #

      Sempre passando por aqui….linda! Maiorca é muito bonito mesmo, mas acho que o mar de Noronha é incomparável. Ainda não vi nada igual…saudadona!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Formentera e seus 50 tons de azuis | desconstruindorhani - outubro 21, 2014

    […] praia. E acabamos encontrando um ticket super barato para Ibiza. Nos animamos logo, pois adoramos Maiorca, outra ilha balear que visitamos há um tempo atrás. Porém, a gente queria algo mais sossegado e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: