Shakespeare’s Globe

9 jun

Embora não saiba muito sobre a história do teatro, sempre ouvi falar que ele era bem tradicional e forte na Inglaterra. E é mesmo! Há uma infinidade de peças em cartaz, de tudo quanto é tipo e no verão há apresentações ao ar livre em parques e jardins.

É óbvio que essa minha impressão – acho que de todos – vem do fato de que William Shakespeare é inglês. Mesmo quem nunca foi a um teatro na vida conhece a história de Romeu e Julieta, não é mesmo? Shakespeare, sem dúvida alguma, é o maior dramaturgo que temos notícia. As suas peças são conhecidas e encenadas no mundo inteiro!

Shakespeare nasceu numa cidade inglesa chamada Stratford-upon-avon, mas foi em Londres que fez carreira. Em 1599, Shakespeare, juntamente com outros, inaugurou um teatro chamado Globe Theatre, ao Sul do Tâmisa. Este teatro só funcionava no verão, já que não era coberto e, por conta dos frequentes surtos de peste, passava períodos fechado.

The Globe Theatre - original

Em 1613, o Globe Theatre pegou fogo durante uma encenação da peça Henrique VIII, quando uma fagulha de um canhão atingiu a palha do teto do teatro (Canhão num teatro? As peças deviam ser bem inovadoras e perigosas! hahaha). Em 1614, o Globe Theatre foi reconstruído e reaberto. Porém, em 1642, foi fechado (como todos os outros teatros da época) pelos Puritanos e, em 1644, demolido para dar lugar a novas moradias.

Shakespeare's Globe

Em 1997 foi inaugurado o Shakespeare’s Globe,  uma réplica do Globe Theatre, a apenas 230 metros do local original. E o lugar é simplesmente o máximo! A ideia é que seja bem parecido com as encenações da época de Shakespeare. O teatro também não é coberto e só funciona de maio a setembro, épocas mais quentes em Londres. Você se senta em desconfortáveis bancos de madeira, não há microfones e as peças são encenadas com o linguajar da época. O teatro é circular e a galera fica em pé no meio. Os ingressos para ficar em pé são baratos, em torno de 5 libras! Pode-se dizer que era onde a “plebe” assistia o espetáculo.

Pessoal em pé aguardando a peça começar...

Fui ano passado no fim da temporada de 2010 e como o teatro fica fechado por 7 meses, os ingressos esgotam rápido. Mas conseguimos, na ocasião, ingressos para a peça Bedlan. Compramos sem saber muito bem do que se tratava e no fim das contas acertamos em cheio. Bedlan foi a primeira peça a ser encenada no Globe escrita por uma mulher, já que na época do Shakespeare as mulheres não podiam atuar, muito menos escrever. Além disso, o tema muito me interessava, já que era sobre um asilo psiquiátrico do século XVIII. Então nem preciso dizer que adorei ter ido!

"Sofrendo" nos bancos de madeira

Porém, fiquei com um gostinho de quero mais, pois queria ver uma peça de Shakespeare lá. E nesse ano não perdi tempo e fui lá conferir a peça “All’s well that ends well” (Tudo bem quando termina bem).

Globe por dentro

Foi bem mais difícil de entender do que Bedlan, porque ela é bem mais tradicional, com um vocabulário arcaico.  Mas me diverti mesmo assim! Mesmo quem não está com o inglês afiado, acho que vale a pena, pois você se sente na época do Shakespeare! E o clima do teatro é tão legal, que quero voltar toda temporada…nunca fui em pé, mas qualquer dia quero passar também por essa experiência …

Intervalo - pausa para um drink!

O teatro aluga almofadas e cobertores. Há um tour guiado também. Nunca fiz, mas pode ser interessante…

De brinde, essa linda vista do Tâmisa no intervalo!

O teatro fica quase ao lado da Tate Modern. As estações de metrô próximas são: St Paul, Southwark, Mansion House e London Bridge

Anúncios

5 Respostas to “Shakespeare’s Globe”

  1. Joana junho 10, 2011 às 12:41 am #

    Muito interessante amiga! Seu blog está virando um ótimo guia cultural de Londres, estou amando! Está a sua cara!
    Love u !
    Beijos

    • desconstruindorhani junho 10, 2011 às 7:14 am #

      Obrigada Lindona! Vi sua ligação no skype bem depois, quando você já não estava mais…nos falamos outro dia!!! Quando vc vem para conhecer tudo isso pessoalmente? 😉

  2. Cristal junho 10, 2011 às 1:26 am #

    Ah, adorei! Rhani, seu blog me deixa morrendo de vontade de ir em todos os lugares! Eu quero ir tb! Bjo!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Principais Museus de Londres « desconstruindorhani - outubro 2, 2011

    […] para comemorar os anos 2000, que dá na linda e importante catedral St Paul – e ao lado o Shakespeare Globe. Sem contar que a sua estrutura é o máximo, pois esse museu ocupa uma antiga estação de energia […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: